Spinning

Spinning é uma marca registrada, criada pelo Sul-Africano Johnathan Goldberg (Johnny G). Em função da sua necessidade de treinar para o Race Across American que cruza os Estados Unidos, Johnny desenvolveu a bicicleta estacionaria para treinar em casa, equipamento pilar das aulas de ciclismo indoor nas academias em mais de 80 países. O ciclismo indoor segundo Domingues Filho (2000) é uma atividade ministrada por um profissional de Educação Física, para um grupo de indivíduos que variam de idade, sexo e aptidão física, em bicicleta estacionária, com variação de treinamento de resistência aeróbia e anaeróbia, acompanhada ou não de um ritmo musical. Após tornar-se sucesso mundial o spinning diversificou-se em metodologias de treinamento, visto de forma geral como ciclismo indoor, cada metodologia assumiu um nome especifico, por exemplo, SCHWINN, KEISER, CYCLINNG o próprio SPINNING e o método que a BR/FIT adotou, o RIDE FOR LIFE.

O método Ride For Life consiste em uma aula de ciclismo indoor onde os elementos da música (ritmo, melodia) são fatores essenciais na montagem de um treinamento eficiente e motivante. Estruturado com seis tipos de treinamento, com zonas cardíacas alvo especificas, a metodologia RIDE FOR LIFE é a evolução máxima do ciclismo indoor em otimização de resultados e critérios motivacionais. A diversidade musical proporciona a todos uma experiência prazerosa, mediante a um treinamento altamente elaborado. Com gastos calóricos altos, em media 600 calorias por treino, é um poderoso queimador de gordura. Sem restrição de praticantes (mediante avaliação física) o aluno devera trazer monitor cardíaco (caso possua), toalha de rosto e garrafa de agua para pratica, além de vestimenta adequada, roupas leves e que não retenham calor. A aula/treino dura 50 min. com intensidades pré-determinadas pelo professor seja continuo ou intervalado. Dinâmico, emocionante e sem duvida um treinamento coletivo quase personalizado o ciclismo indoor é uma das modalidades mais procuradas do fitness atualmente.